Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



...dos costumes!

por A Mona Lisa tinha Gases, em 04.12.08

Mário Nogueira, o secretário-geral da FENPROF, esteve esta manhã nos estúdios da RTP a discutir o actual impasse entre professores e governo.

Para grande espanto do jornalista de serviço, o homem que dá a cara pelos professores, disse que o objectivo não é a suspensão da avaliação.

Grande espanto porquê? Porque nas últimas semanas não se ouviu outra coisa senão que não havia entendimento se a avaliação não fosse suspensa. Exactamente assim!

Então Mário Nogueira explicou-se: afinal, os professores não querem a suspensão da avaliação, querem a suspensão deste modelo de avaliação. Agora, se bem entendo, se este modelo de avaliação for suspenso, já não vamos a tempo de implementar outro neste ano escolar, não é? Quer dizer, temos as férias de Natal à porta, meus amigos!

Então no que é que a suspensão deste modelo de avaliação resulta? Na suspensão da avaliação? Oh! Mas deve haver aqui mais qualquer coisa! Tem de haver!

Por outro lado, o governo diz que está disponível para negociar mas que não suspende este modelo de avaliação. Diz que o remodela, que lhe faz alterações, mas que não o suspende! Porquê? Porque quer que haja avaliação dos professores já este ano e a suspensão deste modelo não o permitiria. Mas esperem!!! Não é isso que os professores querem também? O governo quer avaliação e, segundo Mário Nogueira, os professores querem avaliação! Então não querem ver que as duas partes querem o mesmo?! Olha que desta não estava à espera!

Mas daí, se calhar o nível de entendimento entre as duas partes ainda é mais profundo do que isto! Se o governo está disposto a remodelar este modelo de avaliação, poderemos sempre argumentar que, com as alterações, este modelo passa a ser outro!

Senão vejam: se eu tiver uma receita de bolonhesa de carne e a fizer sempre da mesma maneira e houver um dia em que lhe adiciono um bocadinho de linguiça para dar um gosto mais picante, a receita original, bolonhesa de carne, desaparece e dá lugar a uma nova receita, bolonhesa de carne com linguiça! Hum?! Uma simples alteração transformou esta coisa, em outra coisa.

Portanto, se calhar as duas partes andam há semanas a discutir e não percebem que querem exactamente o mesmo!

Claro que podemos sempre argumentar a favor da integridade da coisa enquanto unidade mutável. Da manutenção da personalidade da coisa apesar das alterações que sofre.

...

 

Oh Diabo! Isto é bem mais complexo do que eu pensava!

Afinal a disputa entre governo e professores é uma questão metafísica!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:48


29 comentários

Sem imagem de perfil

De Gugas a 04.12.2008 às 23:48

Ora é assim, mas exactamente ao contrário! É que a classe dos professores não tem credibilidade nenhuma, e foi com isso que o governo jogou, ou melhor, tentou jogar! Mas saiu-lhe o tiro pela culatra, e com isto só conseguiu unir uma classe, tradicionalmente dividida...e será que o governo conseguirá levar a dele avante? Tenho muitas duvidas. Uma classe que tem 140 mil professores, entre 100 a 120 mil vêm à rua, deve significar alguma coisa! Ou será que alguém tem memória de uma manifestação desta dimensão. E quais as consequências políticas disto ? Será que o governo quer arriscar? Não me parece, tanto mais que esta classe está cada vez mais unida à conta da prepotência de uma cambada de sacanas!
Imagem de perfil

De A Mona Lisa tinha Gases a 05.12.2008 às 00:09

Eu não tenho memória! lol
Mas temos que ver aqui uma questão. Como é que os professores perderam a credibilidade? É que nos meus tempos de escola primária eles eram tidos muito em conta, ninguém sequer se lembrava de fazer deles saco de pancada.
Eu acho que as pessoas se cansaram (e quando digo pessoas, quero dizer a opinião pública, o trabalhador que chega a casa e vê o telejornal enquanto janta) das manifestações dos professores. Porque se formos ver, há poucos anos em que não haja algum tipo de reivindicação, de manifestação, de paralisação . E eu não digo que não sejam justas, porque tirando este momento actual, normalmente nem se consegue perceber bem o que se passa realmente. No meio de tanta agitação, normalmente a informação que mais importa perde-se. Mas acho que a classe está a sofrer do excesso de exposição dos últimos anos. É algo comum na nossa sociedade. Aqueles que mais aparecem são os que mais facilmente nos aborrecem.
Quanto ao braço de ferro, vamos ver. Talvez consigam realmente chegar a bom porto. MAs a que custo? Temo que não acabe bem. Espero que sim, mas temo que não.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Ninguém percebe o Leonardo. A Mona Lisa nao estava a sorrir, estava com gases. É o primeiro registo de arte escatológica.

E-mail
Facebook
No Twitter

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D


Links

Outros Gases



Favoritos