Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O Banco do Portugal psicadélico

por A Mona Lisa tinha Gases, em 19.11.08

Diz o Banco de Portugal que o desemprego de longa duração está a aumentar, que em média cada desempregado anda dois anos à procura de emprego. Até aqui tudo ok.

A justificação para esse facto é que me está a dar uma comichãozita... Diz então o Banco de Portugal que isso se deve ao "generoso" regime de subsídio de desemprego do Estado...

Desculpa lá, oh Banco de Portugal, alguém te perguntou alguma coisa? Vem para aqui opinar, feito conhecedor... Bah!

Realmente o Estado português é de uma generosidade do caraças! Senão veja-se: só tem direito a subsídio quem trabalha um certo período. Acho que são 12 meses. Partindo do princípio que são 12 meses, que agora não me apetece nada ir pesquisar, se uma pessoa tiver o azar de só estar empregada 11 meses não recebe um chavo furado! No entanto, durante esses 11 meses descontou uma enormidade em IRS e Segurança Social! Para onde vai esse dinheiro? Para muitos sítios, mas neste caso, não para a pessoa que o descontou...

Todos os meses vejo voar quase 100 euros do meu ordenado, e isso só em IRS. Daqui a nove meses, se o meu patrão decidir dar-me um chuto no rabo e arranjar outra estagiária inocente, não vou ter direito a subsídio de desemprego. E porquê? Neste caso nem se relaciona com o tempo de duração do contrato de formação. É mesmo por ser um estágio. Faz parte dos contratos desses estágios não fazer descontos para a Segurança Social. Porquê? É por o estado ser generoso? Ou será já para garantir que, depois dos estágios, não lhe batem à porta milhares de estagiários que apenas são contratados durante os tais 9 meses por serem mão de obra patrocinada e como tal, mais ou menos barata? O que é que o Estado vai fazer ao dinheiro que lhe estou a pagar de IRS no fim desse contrato? Vai-mo devolver com uma fitinha vermelha e um cartão de agradecimento? O que é que o Estado faz àquelas pessoas que sempre trabalharam, que durante uma vida inteira nunca estiveram desempregados, que nunca ou muito raramente estiveram de baixa, mas que ainda assim descontaram IRS e Segurança Social todos os meses da sua vida activa? Vai o Estado oferecer uma recepção para celebrar a vida profissional desses trabalhadores, vai erigir-lhes estátuas, oferecer-lhes reformas que lhes permitam não se preocuparem mais com dinheiro, nunca mais terem de rebuscar entre os trocos para perceberem se podem comprar uma caixa de aspirinas ou duas carcaças? Se calhar o Estado não vai fazer isso...

A meu ver, os generosos somos nós!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:55


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Sem Nome a 24.11.2008 às 07:27

Bem a meu ver disseste tudo... apesar de agora estudar trabalhei durante 5 anos em Portugal nesses 5 anos sempre descontei, este ano antes de voltar a estudar estive desempregado, fui eu que me demiti mesmo assim nunca usufrui de nada do nosso estado nem tão pouco do subsidio estando desempregado , assim como muitos outros desempregados nunca usufruíram . aliás presentemente os desempregados têm de dar comprovativos em como procuram trabalho para manterem os seus subsídios activos senão é lhes automaticamente cortado... ir dar o cu a render para o estado é o que falta ao cidadão português e já estivemos mais longe ... -.-

Beijinhos e bom dia
Imagem de perfil

De A Mona Lisa tinha Gases a 24.11.2008 às 16:33

Eu sei, eu sei! O meu nini está desempregado e anda farto de imprimir mails para comprovar que não passa os dias deitado de papo para o ar!
Opá, se eles pagassem o que as pessoas recebiam quendo estavam a trabalhar, achava de uma generosidade extrema! Mas eles só pagam o base e toda a gente sabe que o ordenado da maioria dos portugueses é uma merda e só fica mais ou menos compostinho com comissões e subsídios...

Beijinhos Ima

E boa tarde! .D

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Ninguém percebe o Leonardo. A Mona Lisa nao estava a sorrir, estava com gases. É o primeiro registo de arte escatológica.

E-mail
Facebook
No Twitter

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D


Links

Outros Gases



Favoritos