Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Um tigre, dois tigres, três...

por A Mona Lisa tinha Gases, em 31.01.08

Por esta altura já toda a gente ouviu falar dos dois tigres de Bengala que andaram à solta durante mais de cinco horas, na zona entre a Azambuja e o Cartaxo. Também toda a gente sabe que esses tigres pertenciam ao circo Chen e fugiram de um veículo pesado. Mas a história adensa-se. Ao que parece, o pesado avariou e os tripulantes permaneceram lá dentro até de manhã, altura em que se deslocaram ao Cartaxo de modo a ir buscar comida e água para os animais. Quando voltaram, as várias portas da jaula estavam abertas, o que permitiu a fuga de dois dos seis tigres.

Muitos de nós discordam com a utilização de animais no circo, devido às condições em que são mantidos e ao que são obrigados a fazer, num claro esforço anti-instinto selvagem das criaturas. Eu também não sou propriamente a favor.

Mas vamos imaginar o seguinte: os animais foram sedados e recuperados. Mas e se não fossem. Se colocassem a vida de pessoas em perigo? Se atacassem um grupo de miúdos que se dirigiam à escola? Não era nada descabido, deviam estar com fome e faz parte da natureza do caçador que é o tigre.

Se por acaso isto viesse a acontecer ou simplesmente não se revelasse possível sedar os animais para chegar junto deles, o que ia acontecer é que eles seriam abatidos. Não é nada que já não tenhamos visto.

Agora, será que toda a gente também sabe disto? Será que não é óbvio as implicações que poderiam resultar de soltar animais daquele porte?

Quando eu andava na primária, havia uma miúda que falava imenso da gata que tinha. Eu tinha imensa inveja porque os meus pais não me deixavam ter gatos. Um dia, a gata dela teve crias e ela andava toda feliz com isso. Passados alguns dias chegou à escola toda chorosa. Parece que gostava tanto dos gatinhos que, num abraço mais forte a um deles, o sufocou. Morreu...

Os nossos ideais e os nossos amores nunca nos devem impedir de pensar. Pois por vezes, o que estamos a prejudicar é precisamente o objecto da nossa afeição. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:45

A Flor sem pétalas

por A Mona Lisa tinha Gases, em 30.01.08

Ninguém fala de outra coisa. A FHM já prevê que a revista com a Luciana Abreu na capa seja a mais vendida da história da publicação. Pudera, é um caso extremo de "convento para o cabaret".

Eu só tenho uma pergunta: A partir de agora ainda lhe é permitido fazer declarações como a que se segue?

 

"Acredito que existe Jesus e Jeová Deus, os santinhos e os anjinhos da guarda que nos acompanham."

E se sim, podemos rir-nos abertamente na cara dela?

 

Oh pra ela tão Floribella !

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:33

...

por A Mona Lisa tinha Gases, em 28.01.08

Nem sei o que vos diga. Isto hoje não está a correr nada bem. O gato Shaka entupiu. O que significa que já me saiu do bolso cerca de uma centena de euros, hoje…

Já não sei o que hei-de fazer ao animal. Estou mesmo a dar em doida. O que é que eu quero dizer com entupiu? Não consegue urinar, começa a bexiga a encher descontroladamente e tem de ser algaliado para retirar a urina manualmente, com a ajuda de uma seringa.

Agora, houve uma altura em que isto aconteceu umas três vezes numa só semana, eu tinha algum dinheiro de lado e resolveu-se a coisa, apesar das queixas de quase toda a gente que me rodeava, que me diziam ser inconcebível gastar 300 euros numa semana no bicho, quando esse dinheiro nos iria fazer falta. Mas lá me arranjei. Comecei a levá-lo às escondidas e combinei ir pagando à vet . Desta vez não vejo como vou sair desta. Se ele entupir mais uma vez que seja, dá-me uma coisa, embora seja o mais provável. O que me irrita profundamente nos cuidados veterinários, principalmente os de emergência é o facto de gastarmos dinheiro a rodos. Ando há não sei quantos meses para tirar uma eco ao gato mas aquilo custa os olhos da cara. Muito compreensiva tem sido a veterinária do Shaka . Mesmo cinco estrelas.

Digo-vos uma coisa, espero que nunca venham a passar pelo mesmo. Quando temos um animal há vários anos na família, ele começa a ter problemas e há um limite para o que conseguimos fazer por ele, parte-nos o coração. Já estive à beira das lágrimas não sei quantas vezes, hoje.

É um amigo, o meu gato, um verdadeiro companheiro. Quando chego a casa, a primeira coisa que faz é vir cumprimentar-me com umas lambidelas ou umas turras. Aninha-se comigo quando estou a ler, está sempre por perto. Sinto que o estou a perder aos poucos, como se nada do que tenho feito no último ano e meio contasse para alguma coisa.

Estou destroçada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:11

As malhas de que eu gosto! - Parte 14

por A Mona Lisa tinha Gases, em 26.01.08

Pá, eu já estava à espera, mas nunca pensei que o fenómeno fosse ter esta dimensão. Ontem, cerca de 20% das pessoas que cá meteram os pés, vieram atrás da foto da Soraia Chaves semi-nua que coloquei há uns posts atrás! Uau! Acho que vou começar a fazer coisas destas mais vezes! Mas deixem-me só deixar uma palavra aos perseguidores da Soraia. Tirem dái a ideia, rapazes ou raparigas(?). Por muito que fantasiem, não se torna realidade. Ela nunca vai assumir outra forma na vossa vida que não a virtual. Quanto mais cedo meterem isso na cabeça, melhor.

Bem, agora vamos à malha desta semana. Esta canção, este maravilhoso blues, é presença assídua de filmes e séries como Dirty Dancing, Road House (Profissão Duro) e Lost

These Arms of Mine, de Otis Redding gera mais de 150 000 hits no Google e é uma das canções mais adoradas de sempre por aqueles que a conhecem. Datada de 1963, é um pedaço de história. Fossem todos eles de semelhante beleza.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:47

Cloverfield

por A Mona Lisa tinha Gases, em 25.01.08
As campanhas publicitárias às vezes fazem de nós gato sapato! Quando são bem feitas torna-se quase impossível resistir-lhes. É o caso com o filme Cloverfield. Os teasers que por aí andam estão a dar-me uma vontade parva de ir ver a película ao cinema. Ainda por cima do J.  J. Abrams, o co-criador do Lost! Quer-me cá parecer que este não é banhada! Não sei quanto a vocês, mas a mim, a cabeça voadora da estátua da liberdade deixa-me em êxtase! Vejam o trailer!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:01

Medo!

por A Mona Lisa tinha Gases, em 24.01.08

Amanhã tenho uma apresentação do trabalho mais lixado deste semestre do mestrado. Estou completamente neurótica. Detesto fazer apresentações, falar em público. Fico com a pulsação e a respiração completamente descontroladas, num estado de nervos nada recomendável.

O mais estúpido é que assim que as começo, gradualmente passa-me o chilique e as apresentações acabam por correr sempre bem. Mas a hora que antecede é de loucos!

Enfim... Vou preparar acetatos. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:08

Heath Ledger (4-4-1979/22-01-2008)

por A Mona Lisa tinha Gases, em 24.01.08

Morreu quando muitos preconizavam o início meteórico da sua ascensão . O papel de Joker em Batman fez-se mais cru e cruel que o primeiro de Nickolson . Agora será dissecado em busca de significados inerentes, mensagens subliminares. E assim se fazem as lendas.

Sempre vi filmes com o Heath Ledger . Acho que já fazia parte do meu imaginário de Hollywood embora se esforçasse por não lá pertencer.

A primeira vez em que realmente me chamou a atenção foi em Monster's Ball . Ali estava um actor que não era apenas bonito e não servia apenas para chick movies . Ele era a sério.

Deixem-me clarificar-vos uma questão: o Heath Ledger não era alguém que eu admirasse profundamente nem era alguém cuja carreira seguisse. Era um miúdo que me fui habituando a ver. De quem me fui habituando a gostar, aos poucos, como nas amizades verdadeiras. Se não tivesse morrido ontem, em casa, rodeado de comprimidos, no que parece uma overdose acidental, não me teria apercebido. Teria continuado a vê-lo sem me aperceber.

Do peso do "morreu". Não esteve quase, ninguém o conseguiu salvar. Morreu mesmo. Sem oportunidade de interpor recursos, sem direito a reclamações. Morreu. Apercebi-me ontem, poderia ter sido em qualquer outro dia, relativamente a qualquer outro ser. Mas foi ontem. A morte não espera nem concede segundas oportunidades. É implacável.

O primeiro romance que li, aos 11 anos, foi O monte dos Vendavais. Quase não conseguia dormir com medo do Heathcliff , uma personagem em conflito interior, diabólica mas terna, louca mas apaixonada. Heath Ledger foi baptizado assim devido a essa personagem, a tal que nunca consegui esquecer. Não há nada de significativo nisto. É só um facto. Como será a razão da morte, ainda por conhecer. É só um facto.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:39

Boca foleira

por A Mona Lisa tinha Gases, em 22.01.08

Desenho do aspecto do suspeito

 

Eis o retrato-robô do possível suspeito do rapto de Madeleine McCann.

Agora, alguém me consegue explicar porque raio é que a criatura não tem lábio superior?

Ou será que o homem estava a arreganhar os dentes a alguém quando o viram?

Juro, se esta coisa existir, passo a acreditar em tudo o que me disserem! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 21:55

Turbantes e sabrinas?

por A Mona Lisa tinha Gases, em 21.01.08

Parece que Portugal está sob ameaça terrorista, dizem os serviços secretos espanhóis. Alegadamente, temos fundamentalistas islâmicos em solo português e estamos, por isso, em estado de alerta.

Estava a pensar, será que há um dress code para isso?

O que é que se veste debaixo de ameaça terrorista?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:47

E agora, algo completamente deprimente!

por A Mona Lisa tinha Gases, em 20.01.08

Porra! Ando a estudar, com escassas interrupções pelo meio, há vinte anos!

Ora aqui está uma cena deprimente como tudo! Principalmente se tivermos em conta que no fim de tudo isto, o mais provável seja o desemprego.

Até há bem pouco tempo estava optimista. Achava que, com um pouco de sorte, era bem provável que o cataclismo do desemprego não me atingisse a mim. E não, não andei à procura. Só que estou fartinha de ver reportagens sobre os licenciados e os doutorados desempregados. Não sei bem qual é a intenção dos nossos media, mas se é deprimir o pessoal, dou-lhes os parabéns! Conseguiram!

O que me inquieta mais nestas reportagens é não saber até que ponto é que o brilhantismo pessoal possa fazer alguma diferença. Ou seja, esta gente que tem boas habilitações, não consegue emprego porque não procuram convenientemente? Ou toda a gente que ande à procura, independentemente das características pessoais, vai ter o mesmo destino? Mesmo se eu fosse um génio, a minha licenciatura e mestrado, combinados com as minhas características pessoais não me iriam servir de nada? Mesmo que tivesse desenvoltura de raciocínio e de comunicação interpessoal e mais milhentas características que fariam de mim o candidato ideal a qualquer emprego neste país, mesmo assim não teria hipótese?

Porque se for assim, dedico-me à política, pá! Antes não fazer nada e ser paga para isso do que querer fazer e não poder.

Lá está, uma pessoa não sabe até passar por isso. Mas que é inquietante à brava, lá isso é...

Daqui a pouco mais de um mês terei o meu canudinho nas mãos. E apesar do mestrado ainda nem ir a meio, vou ter de começar a procurar qualquer coisa, um part-time que me permita ter uns trocos ao fim do mês. Estou farta de contar trocos! Estou farta de não poder fazer uma série de coisas por ainda não ser financeiramente independente! Nem a merda das minhas propinas posso pagar por inteiro. Lá tenho eu de recorrer aos paizinhos para me ajudarem a pagar a escola. Estou lixada!

Todos os dias me passa pela cabeça sair deste país. Todos os dias penso em hipóteses como Inglaterra. Pensem bem, os gajos têm das melhores seguranças sociais do mundo, tratam a mão de obra qualificada convenientemente e não é de desdenhar o nível de vida. Não sei porquê, mas sempre achei que não haveria de ter de lutar com todas as minhas forças para chegar ao fim do mês. Achava que tinha direito a conseguir atingir certo tipo de coisas que tornam a vida mais confortável, mais interessante, mais colorida. É mau querer o óptimo em vez do médio? É mau achar que connosco há-de ser diferente? É mau sonhar?

Estou deprimida...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:12


Pág. 1/3



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.



Ninguém percebe o Leonardo. A Mona Lisa nao estava a sorrir, estava com gases. É o primeiro registo de arte escatológica.

E-mail
Facebook
No Twitter

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D


Links

Outros Gases



Favoritos