Quarta-feira, 26 de Novembro de 2014

Boiando

Não sei se já sabem, se as televisões já começaram a mostrar imagens ou se continuam muito ocupadas com o ex-Primeiro-Ministro, mas Lisboa alagou outra vez. Ok, se calhar isso já nem sequer é considerado notícia.

Desta vez, eu achei que tinha que ir salvar o meu carro, que estava estacionado no Largo da Anunciada, perpendicular à Avenida da Liberdade. Pela Rua de São José não se passava, havia água até aos joelhos. Água de esgoto... Podia jurar que vi um enorme excremento a passar à minha frente, qual canoa nos rápidos, mas pode ter sido uma alucinação provocada pelo cheiro que se instalou no ar.

Segui pela Avenida da Liberdade e consegui não me molhar muito, apesar de saber que a tragédia podia estar eminente. É que sabia que ia estar frio, mas por alguma razão, chuva desta era coisa que não me passava pela cabeça hoje. Como tal, tinha calçado botinhas quentinhas, fofinhas e... absorventes, creio que é a melhor palavra.

Estou quase a chegar ao Largo da Anunciada e dou por mim rodeada de água por todos os lados. Juro, no espaço de segundos estava em terra e depois já não. Carrito, espero que fiques bem mas agora tenho que me salvar é a mim.

E lá enfiei os pés no riacho urbano, de volta ao escritório. Resultado, pés alagados, meias encharcadas e botas prontas para seguir para a máquina da roupa.

Fui comprar umas galochas a uma loja chinesa. E meias... E está claro que eles não tinham umas galochas simples, em mono-tom. Tive de comprar isto:

 

Retirado de http://santacatarina.olx.pt/galochas-tigresa-iid-462612897.

 

Não sei exactamente o que sinto neste momento, mas ando com aquilo calçado. Pronto, só custaram 10 euros e entre estas e as outras que eram padrão zebra, suponho que estas são menos más.

Não sei, nunca usei padrões animais na vida e estou claramente dividida entre a profunda repulsa e o pensamento que se calhar até são giras... Não consigo decidir se as adoro ou se as odeio. Para já, ajudaram-me a chegar ao carro, que se estava bem a borrifar com isto tudo apesar da minha extrema preocupação com ele... Pronto, um ponto para as galochas tigresa, suponho...

 


publicado por A Mona Lisa tinha Gases às 17:21
link do post | comentar | favorito

Ninguém percebe o Leonardo. A Mona Lisa nao estava a sorrir, estava com gases. É o primeiro registo de arte escatológica.

E-mail
Facebook
No Twitter

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 185 seguidores

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Boiando

.últ. comentários

Mesmo... É incómodo lembrar.
Ainda custa a digerir o desaparecimento de um ídol...
as aveiros devem estar a ferver...
Oh pá, e eu já nem me lembrava disto. E foi tão b...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.Quantos já cá vieram soltar gases

.Quem anda aí...

online
Add to Technorati Favorites
SAPO Blogs

.subscrever feeds