Terça-feira, 31 de Março de 2009

Reis do subsolo

Há tanta gente incompetente a trabalhar em empresas de topo em Portugal. Gente que não se sabe mexer face a um imprevisto, que não têm capacidade de resolução de problemas, que não sabe improvisar.

Ontem, entre as 15h30 e as 17 houve uma falha de electricidade que deixou dezenas (centenas?) de pessoas presas dentro das carruagens de metro da Linha Azul.

Só quinze minutos depois da paragem é que os passageiros foram informados sobre a razão. Ao fim de uma hora avisaram-nas de que as iam começar a evacuar, o que só veio a acontecer mais meia hora depois.

Segundo a Agência Lusa, os passageiros tiveram que abandonar as composições sozinhas, às escuras, e aos apalpões às paredes, sendo que nem todos tinham as melhores condições de mobilidade (idosos e pessoas de muletas).

Quando convidados a comentar este facto, os responsáveis pelo Metro de Lisboa, ainda segundo a Lusa, afirmaram que a evacuação só é feita em último caso, pelo que consideram que tudo correu normalmente.

Excuse me?! Uma hora e meia impedidos de sair dos subterrâneos de Lisboa e isso é normal?

Mas quem é esta gente que dispõe da vida daqueles que utilizam os seus serviços desta maneira?

Uma hora e meia. Como é que os responsáveis do Metro justificam este gap temporal na agenda daqueles que retiveram? Que coisas deixaram de ser feitas?

Porque é que não houve alguém a abrir manualmente as portas?

Porque é que não houve alguém a pegar numa lanterna e a escoltar as pessoas dos túneis?

Mas não, esta situação é normal.

Faz pensar quem é que faz favores a quem...

Somos nós que fazemos o favor de os escolher como meio de transporte, de viabilizar a empresa e pagamentos aos seus empregados?

Ou são eles que fazem o favor de nos deixar ir de ponto A a ponto B?

Devemos agradecer-lhes da próxima vez que pararem numa qualquer estação e não num túnel escuro impróprio a cardíacos?

Acho que alguém não está a ver muito bem a coisa...


publicado por A Mona Lisa tinha Gases às 09:10
link do post | comentar | Flatulências (19) | favorito
Segunda-feira, 20 de Outubro de 2008

Vejam lá, não se aborreçam!

José Sá Fernandes, vereador da Câmara de Lisboa, declarou hoje:

 

«Se chover muito este Inverno vai haver aborrecimentos em Lisboa»

 

Bem ,de uma coisa podemos ter a certeza: Sá Fernandes sabe bem o que é um eufemismo! Porque o que aconteceu em Lisboa neste Sábado pareceu-me mais do que um aborrecimento!

E daí, como já é uma situação tão "normal" se calhar até foi só isso mesmo...


publicado por A Mona Lisa tinha Gases às 12:07
link do post | comentar | Flatulências (14) | favorito
Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2008

Castelo de cartas

Às vezes parece que vivemos numa cidade feita de papel...

 

 

(Alcântara, ontem, depois da chuvada.)

sinto-me: Meia a dormir
tags: ,

publicado por A Mona Lisa tinha Gases às 04:50
link do post | comentar | Flatulências (22) | favorito

Ninguém percebe o Leonardo. A Mona Lisa nao estava a sorrir, estava com gases. É o primeiro registo de arte escatológica.

E-mail
Facebook
No Twitter

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. Reis do subsolo

. Vejam lá, não se aborreça...

. Castelo de cartas

.últ. comentários

Mesmo... É incómodo lembrar.
Ainda custa a digerir o desaparecimento de um ídol...
as aveiros devem estar a ferver...
Oh pá, e eu já nem me lembrava disto. E foi tão b...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.Quantos já cá vieram soltar gases

.Quem anda aí...

online
Add to Technorati Favorites
blogs SAPO

.subscrever feeds