Quinta-feira, 4 de Dezembro de 2008

...dos costumes!

Mário Nogueira, o secretário-geral da FENPROF, esteve esta manhã nos estúdios da RTP a discutir o actual impasse entre professores e governo.

Para grande espanto do jornalista de serviço, o homem que dá a cara pelos professores, disse que o objectivo não é a suspensão da avaliação.

Grande espanto porquê? Porque nas últimas semanas não se ouviu outra coisa senão que não havia entendimento se a avaliação não fosse suspensa. Exactamente assim!

Então Mário Nogueira explicou-se: afinal, os professores não querem a suspensão da avaliação, querem a suspensão deste modelo de avaliação. Agora, se bem entendo, se este modelo de avaliação for suspenso, já não vamos a tempo de implementar outro neste ano escolar, não é? Quer dizer, temos as férias de Natal à porta, meus amigos!

Então no que é que a suspensão deste modelo de avaliação resulta? Na suspensão da avaliação? Oh! Mas deve haver aqui mais qualquer coisa! Tem de haver!

Por outro lado, o governo diz que está disponível para negociar mas que não suspende este modelo de avaliação. Diz que o remodela, que lhe faz alterações, mas que não o suspende! Porquê? Porque quer que haja avaliação dos professores já este ano e a suspensão deste modelo não o permitiria. Mas esperem!!! Não é isso que os professores querem também? O governo quer avaliação e, segundo Mário Nogueira, os professores querem avaliação! Então não querem ver que as duas partes querem o mesmo?! Olha que desta não estava à espera!

Mas daí, se calhar o nível de entendimento entre as duas partes ainda é mais profundo do que isto! Se o governo está disposto a remodelar este modelo de avaliação, poderemos sempre argumentar que, com as alterações, este modelo passa a ser outro!

Senão vejam: se eu tiver uma receita de bolonhesa de carne e a fizer sempre da mesma maneira e houver um dia em que lhe adiciono um bocadinho de linguiça para dar um gosto mais picante, a receita original, bolonhesa de carne, desaparece e dá lugar a uma nova receita, bolonhesa de carne com linguiça! Hum?! Uma simples alteração transformou esta coisa, em outra coisa.

Portanto, se calhar as duas partes andam há semanas a discutir e não percebem que querem exactamente o mesmo!

Claro que podemos sempre argumentar a favor da integridade da coisa enquanto unidade mutável. Da manutenção da personalidade da coisa apesar das alterações que sofre.

...

 

Oh Diabo! Isto é bem mais complexo do que eu pensava!

Afinal a disputa entre governo e professores é uma questão metafísica!

 


publicado por A Mona Lisa tinha Gases às 10:48
link do post | comentar | Flatulências (29) | favorito

Ninguém percebe o Leonardo. A Mona Lisa nao estava a sorrir, estava com gases. É o primeiro registo de arte escatológica.

E-mail
Facebook
No Twitter

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. ...dos costumes!

.últ. comentários

Mesmo... É incómodo lembrar.
Ainda custa a digerir o desaparecimento de um ídol...
as aveiros devem estar a ferver...
Oh pá, e eu já nem me lembrava disto. E foi tão b...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.Quantos já cá vieram soltar gases

.Quem anda aí...

online
Add to Technorati Favorites
blogs SAPO

.subscrever feeds