Quinta-feira, 26 de Fevereiro de 2009

A relatividade das coisas

Opá, ainda estou para perceber como é que, em relação à queda do avião turco no aeroporto de Amesterdão, houve tanta informação contraditória.

Logo de manhã diziam que tinha morrido uma pessoa.

Poucas horas depois, a informação social veiculava que afinal não havia mortos a lamentar.

Mais para o fim do dia, já havia nove pessoas confirmadas na lista de fatalidades...

Amigos, resolvam-se lá!

Que raio de fontes são essas? Consumidores regulares de ácidos?

Eu ficava chateada, digo-vos já!


publicado por A Mona Lisa tinha Gases às 11:58
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 26 de Novembro de 2008

Sad little story

Os senhores afinal não fugiram.

Mas também não tinham exactamente tudo em ordem...

Bem, não é nada que eu possa explicar-vos aqui mas o importante é que está tudo bem e que a declaração amigável segue hoje para a seguradora.

Mas os planos de fim de semana no Gerês, com direito a massagem relaxante, jantar e mais merdices de que eu preciso mesmo muito estão arruinados. Este próximo fim de semana é impossível, no outro pode vir a ser também.

Nini C2 não anda! Ou melhor, ele anda! Na verdade, anda muito bem, como se não se tivesse passado nada. O único problema é que quando chega aos 35, 40 km/h começa a fazer um barulho como se fosse levantar voo, que se intensifica até aparecer que vamos dentro do space shuttle...

O carro deve estar todo lixado por dentro... Like me! Há mais de dois anos que não faço férias e agora que ia ter direito a fim de semana romântico, vai tudo por água abaixo...

DAMN YOU!!!

Deprimi.


publicado por A Mona Lisa tinha Gases às 09:54
link do post | comentar | Flatulências (15) | favorito
Segunda-feira, 24 de Novembro de 2008

Vou mas é dormir!

Oh que granda merda!!!!

Acabaram de me bater no carro. Ligou-me o meu nini agora mesmo a informar-me que nos arranjaram uma frente e uma lateral nova!

NNNNNÃÃÃÃÃÃÃÃOOOOOOOOOOOOOO!

Estou de mal com a vida, neste momento!

Parece que se o senhor não lhe tivesse batido estava agora no fundo de um penhasco. Ou seja, parece que o meu querido C2 fez de rail.

Amigos, está a chover! Quando está a chover mais vale andarem D E V A G A R!!!!

 

D...E...V...A...G...A...R!!!

Fogo, pá! Mas porquê?

Ainda por cima parece que não havia uma única declaração amigável num raio de cem metros! Ou seja, o meu namorado ficou os os dados do senhor, inclusivé com a autorização de residência, que o homem tinha acabado de chegar a Portugal, estava em mudanças, mas só amanhã é que vão ultimar as coisas.

Conhecendo as pessoas como conheço, só espero que agora o homem não desapareça para parte incerta, senão juro que dou um murro em alguém!

Oh meu querido e malogrado C2!!

 

sinto-me:
tags: ,

publicado por A Mona Lisa tinha Gases às 20:36
link do post | comentar | Flatulências (17) | favorito
Quarta-feira, 23 de Julho de 2008

Mais sustos...

Aconteceu-me há uns dias atrás e ainda me arrepio toda de pensar nisso! Esta vossa amiga ia morrendo... De susto, principalmente, mas ainda assim!

Vinha eu da faculdade, tive de ir lá ver mais uma nota (caem a conta-gotas, vejam lá) e por volta do meio-dia já estava de volta.

Um calor abrasador na rua, o ar condicionado do carro a lançar-me o cabelo contra o tecto, quase ninguém na estrada.

Entro na última rotunda antes da minha rua e reparo que vinha um camião TIR a fazer a aproximação a essa mesma rotunda. A minha saída era ao lado da entrada que o homem ia utilizar. Passou-se tudo em segundos, como é costume nestas coisas. Eu saí da rotunda e reparei que o camião, que ainda não tinha entrado, vinha um pouco fora de mão, o que é normal pois necessita de fazer uma curva bastante apertada para entrar. Mas dava para eu passar sem ter sequer de me desviar. Agora, para entenderem completamente o que se passou, tenho ainda que referir que a estrada que dá o acesso à rotunda, e para onde eu saí, é um pouco inclinada, pelo que parece mesmo que os camiões, pelo seu tamanho, vão cair para cima de nós, na faixa do sentido contrário. Mas eu estava na boa, nada indicava que alguma coisa de anormal se podia passar.

É então que vejo uma enorme coisa a sair disparada da traseira do camião e a dirigir-se a mim, mesmo à altura da minha cabeça. Então não é que o anormaleco se esqueceu de fechar as (enormes) portas traseiras? A única reacção que consegui ter foi travar a fundo e atirar-me o mais possível para o lado do passeio. Ainda assim, vi aquela enorme porta a passar-me a pouco mais de 10 centímetros do vidro.

Bem, fiquei em choque, como é evidente. Ainda olhei para trás mas nem sequer tive presença de espírito de buzinar para avisar aquele maníaco, de camião completamente vazio, possivelmente acabadinho de descarregar. Fiquei uns bons 20 segundos parada no meio da estrada até que apareceu um carro atrás de mim e me buzinou.

E depois só conseguia pensar: Se não me tivesse desviado, por pouco que tenha sido, tinha levado com aquela porta em cheio na cara, devido à inclinação da estrada! Passei o dia chocada, como é evidente!

Portanto, senhores camionistas, boa viagem, conduzam com prudência, fazem intervalos regulares para descansar e pelo amor da santa, FECHEM AS PORTAS DE TRÁS!!!


publicado por A Mona Lisa tinha Gases às 00:18
link do post | comentar | Flatulências (33) | favorito
Terça-feira, 29 de Abril de 2008

Põe um travão nisso!

É por coisas como a que vi hoje que nós, as mulheres, estamos sempre a ouvir bocas desagradáveis no trânsito. É por coisas como a que vi hoje que a frase "Ah, é mulher", dita com profundo desdém, é uma das mais proferidas nas estradas de Portugal. 

Circulava eu em Lisboa, já depois das onze, a caminho de casa, quando cedo a passagem a uma rapariga num Mercedes Classe A. A estrada era estreitinha, ou melhor tornava-se estreitinha, com filas de carros estacionados de ambos os lados, pelo que tive de esperar quando ela decide estacionar, de marcha atrás , num dos poucos lugares visíveis. A manobra começou de forma estranha. Pensei: "Vamos ficar aqui a noite toda...", porque ela virou o volante cedo demais e tal. Mas ficou ainda mais estranha quando ela faz a manobra a uma velocidade estonteante.

Quando isto acontece, normalmente só há dois tipos de condutor atrás do volante: o ás, que sabe o que está a fazer, que é um bocado convencido e tem a mania que é estiloso  mas raramente provoca estragos ou a humilhada, alguém que já ouviu muitas das tais bocas e tenta mostrar que não é nada assim, que até consegue fazer o mesmo que os ases, que nasceu ao volante do automóvel. 

Quando o condutor é do segundo tipo, as coisas não costumam correr muito bem.

Ainda eu estava a pensar qual das duas seria ela, quando ela se espeta a toda a velocidade no carro de trás! Juro que até me doeu a alma! A mulher esqueceu-se que tinha travões, só pode. Porque aquele embate ressoou na rua toda, fez balançar fortemente o carro de trás e trouxe pessoas à janela.

Agora, que ela se tivesse armado em campeã é ofensivo mas não é o pior que ela fez. A seguir, desiste do lugar, endireita o carro e segue. E eu e o meu gajo ficamos a olhar um para o outro, com cara de parvos, com tamanho desplante.

Então, recapitulemos: ela faz aquilo a um Classe A novo, deve ter partido todos os apoios do pára-choques do carro de trás, tem pelo menos umas seis testemunhas do ocorrido atrás dela (entretanto chegou mais 1 carro e uma ambulância) e vai-se embora?

É capaz de ser a cena mais latosa a que eu já assisti! Lá está, eu não posso defender as senhoras dos impropérios de que são alvo no trânsito depois de ver uma coisa destas!

E digo-vos mais, se o carro fosse meu, acho que a tinha perseguido rua abaixo até ela espetar com os cornos num qualquer poste que aparecesse!

Anda uma pessoa a trabalhar para comprar os carritos a crédito, carritos que nos enchem de orgulho, símbolos da nossa capacidade produtiva, para vir uma puta qualquer de Mercedes dar cabo do nosso bólide e ainda por cima fugir?

Já vi muita coisa que me irritou mas esta entrou numa categoria só dela!  

sinto-me: Irritada

publicado por A Mona Lisa tinha Gases às 00:51
link do post | comentar | Flatulências (43) | favorito
Quinta-feira, 30 de Agosto de 2007

O financiador do meu carro sucks!!!

Normalmente até sou uma gaja calminha, extremamente educada e cordial. Porque respeitinho é muito bonito. Mas hoje passei-me! Duma maneira completamente grosseira e selvática. Quem lê isto até parece que transformei no Hulk . Mas não esteve muito longe.

A história por trás disto já se arrasta há três meses e uma pessoa vai acumulando as irritações e, já se sabe, quem acaba por levar por tabela nem tem assim tanta culpa quanto isso.

Enfim, tudo começou numa solarenga manhã de fins de Abril, quando às 8 da manhã a minha "better half " me liga a dizer que destruiu a frente do carro, ao chocar com um Audi que se lembra de passar dos 80 para os 40 nos nossos fantásticos radares da segunda circular. Eu sabia que aquelas coisas eram um prenúncio de desgraça. Qualquer tipo de incidente que danifique o meu querido C2 é para mim uma ofensa pessoal. Mas que se pode fazer?

Preenchida a bela da declaração amigável era altura de a enviar para o banco de financiamento, pois como se trata de um ALD, os titulares do seguro são eles. Passou-se um mês e meio até qualquer contacto relativamente à peritagem ser feito. Só que, quando isso aconteceu, eles ligaram para o meu pai, que nunca teve qualquer tipo de participação na compra deste carro. Se não fosse tão descabido, até diria que deram ao perito o primeiro número que encontraram. O meu pai encaminhou-o para o número correcto só que os anormais nunca mais disseram nada. Este mês decidi que já não aguentava mais ver o C2 com a placa de matrícula torta e com o pára-choques arranhado. Liguei para o banco que, infelizmente, faz a ponte entre nós e a seguradora e tentei esclarecer a situação. E não é que os filhos da mãe me dizem que nunca receberam a declaração amigável? Como é que é possível dizerem-me uma coisa destas se inclusivamente já a enviaram para a seguradora, possibilitando, assim, o contacto daquele primeiro perito desmiolado?

Respirei fundo, mudei de assunto e desliguei. Entretanto enviei-lhes um outro formulário que me tinha sido pedido e cerca de uma semana e meia depois, voltei a ligar.

E, claro, ainda não sabem o que se passou com a declaração amigável e não receberam o segundo formulário enviado. Aí é que foi! Eu já não estava muito contente com eles. Com isto, passei-me! Pedi-lhes para confirmarem a morada e perguntei qualquer coisa do género: "Ah, fica em Lisboa! Não é no triângulo das Bermudas? Porque as cartas que envio nunca aí chegam!"

A mulher não gostou. Começou a responder-me duma forma menos cordial e quando dei por mim, estava a berrar. Eu nem sabia que a minha voz podia atingir aquele volume! E acusei-os de tudo o que me lembrei: de incompetência, de mentirem deliberadamente, de estupidez... É tudo verdade mas, aparentemente, tem muito mais impacto se for dito aos berros.

E agora estou com alguma vergonha. Mas só da parte dos gritos porque, diga-se de passagem, até lhe mandei umas bocas fixes. Não vou citar a instituição em causa, mas é aquela que financia a compra dos Citroën e Peugeot.

Que pena! E eu que até queria tanto que o mau próximo carro fosse o C4 . Oh well ...  

 

sinto-me: Será que estou com Raiva?
música: When doves cry- Prince

publicado por A Mona Lisa tinha Gases às 22:06
link do post | comentar | Flatulências (3) | favorito

Ninguém percebe o Leonardo. A Mona Lisa nao estava a sorrir, estava com gases. É o primeiro registo de arte escatológica.

E-mail
Facebook
No Twitter

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 185 seguidores

.pesquisar

 

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. A relatividade das coisas

. Sad little story

. Vou mas é dormir!

. Mais sustos...

. Põe um travão nisso!

.últ. comentários

Mesmo... É incómodo lembrar.
Ainda custa a digerir o desaparecimento de um ídol...
as aveiros devem estar a ferver...
Oh pá, e eu já nem me lembrava disto. E foi tão b...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.Quantos já cá vieram soltar gases

.Quem anda aí...

online
Add to Technorati Favorites
SAPO Blogs

.subscrever feeds