Segunda-feira, 5 de Janeiro de 2015

Smart 2015

Este Natal marcou uma viragem na minha vida. 

Não, não estou grávida nem arranjei um tacho. Ofereceram-me um Smartphone...

Para algumas pessoas é um sacrilégio pensar que, nesta era de tecnologias, eu ainda não me preocupava com redes WiFi e nem sabia o que era o Viber. Mas a verdade é que até há três semanas atrás, o meu companheiro tecnológico era um Nokia Express Music cujo peso o transformava numa potente arma de arremesso.

E éramos felizes. Levávamos uma vida simples e despojada de distracções. E repleta de gráficos de qualidade inferior. Oh, velhos tempos!

O meu velho telefone despediu-se sem parcimónia enquanto eu desembrulhava a caixa e descobri que afinal não ia receber um tablet mas um telefone que me ocupa a cara quase toda. O Natal marcou o dia em que eu deixei de poder gozar com as pessoas que me passavam à frente a falar ao frigorífico. Shit! Um dos meus passatempos preferidos...

Primeira impressões, após algumas semanas de utilização? Dizer a expressão octa-core coloca muita gente em sentido. Go figure! A mim faz-me pensar em polvo à lagareiro...

Embora inicialmente seja desconfortável falar ao frigorífico, não há nada de desconfortável em ver vídeos em HD num ecrã que é responsável por 30% de gasto da bateria. Bateria que tem de ser carregada de dois em dois dias, com sorte, com uma utilização não exaustiva.

Como eu tenho vida para além do Smartphone, e ainda gosto de falar com pessoas ao mesmo tempo que as olho nos olhos, ainda não consegui configurar nem um terço das opções do telefone. E quem é que se importa? Ele não manda em mim! Pois não?

Resumindo, tem sido interessante. Mas não vou passar a ignorar as pessoas para ficar especada a olhar para o ecrã. Não fico especialmente satisfeita por estar agora contactável de mais maneiras e durante mais horas do dia. Mas descobri umas coisas sweet chamadas Modo de Voo e Filtro de Assédio. Life is high tech! Mas continua a existir um botão de desligar! :)


publicado por A Mona Lisa tinha Gases às 16:01
link do post | comentar | favorito
Ninguém percebe o Leonardo. A Mona Lisa nao estava a sorrir, estava com gases. É o primeiro registo de arte escatológica.

E-mail
Facebook
No Twitter

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
30
31


.posts recentes

. O meu busto é mais bonito...

. Aquarius

. Vamos fazer amigos entre ...

. Dia 25: Saiu de casa e ai...

. Wow

.últ. comentários

Oh pá, e eu já nem me lembrava disto. E foi tão b...
 e eu cliquei a pensar que ía saber onde fica...
Olá!Por acaso eu conhecia a doença, mas tinha idei...
Bom post :)A melhor forma de explicar as "notícias...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.Quantos já cá vieram soltar gases

.Quem anda aí...

online
Add to Technorati Favorites
blogs SAPO

.subscrever feeds