Segunda-feira, 5 de Maio de 2008

As malhas de que eu gosto! - Parte 23

Desconsiderando todas as questões acessórias, como sendo o facto de o senhor Kurt ter dicidido espalhar massa encefálica pelo escritório, de a senhora Courtney, casada com o senhor Kurt, ser uma das figuras mais desreguladas e repugnantes da história do rock, das constantes lutas pelo espólio musical da banda por parte dos outros dois membros, esta foi mesmo uma das melhores bandas do movimento grunge. Acho que nunca me hei-de cansar de ouvir estes senhores. Traz-me sempre uma boa sensação recordar malhas como esta! O vocalista pode não ter atingido o Nirvana, mas a ouvir isto, nós quase lá chegamos.
sinto-me: Rock on!

publicado por A Mona Lisa tinha Gases às 21:33
link do post | comentar | favorito
14 comentários:
De Teia d´Aranha a 5 de Maio de 2008 às 23:27
Acho que há "gaijos" que se não fossem / tivessem sido tão marados não conseguiriam fazer música tão boa!
Excelente escolha!


De A Mona Lisa tinha Gases a 6 de Maio de 2008 às 22:09
É verdade! Muito sexo, muita droga e muito grunge! Já os nossos caríssimos Rolling Stones são iguais. Mas esses conseguiram manter as armas de fogo à distância!


De Mário a 6 de Maio de 2008 às 03:47
O meu primeiro cd foi o Nevermind. Tinha 6 anos. Na altura comprei porque gostei da capa e porque um primo 10 anos mais velho me incentivou a fazê-lo. Agora imagina um puto com aquela idade a ouvir o Kurt dizer que a Polly queria crack.
Na realidade só percebi as letras uns anos mais tarde mas a bateria, os loops e os riffs simples cativaram-me logo à partida. Também foi o meu único cd por muito tempo :) Eram caros e eu não tinha rendimentos.

Por estes motivos, os Nirvana estão num pedestal e, mesmo não tendo o Kurt atingido o seu Nirvana, eu atinjo o meu cada vez que os oiço.

Grande malha.
Beijinho.


De A Mona Lisa tinha Gases a 6 de Maio de 2008 às 22:11
Hum, entendo-to perfeitamente. Quando comecei a ouvir Nirvana também não conseguia deslindar muito bem as metáforas subjacentes! :D
Ah, a inocência!
Beijinhos


De Lil a 6 de Maio de 2008 às 15:27
ai que belas recordações isto tras!!!


De A Mona Lisa tinha Gases a 6 de Maio de 2008 às 22:11
Não é? ;)


De silentvoices a 6 de Maio de 2008 às 16:58
...
Belas recordações...
Boas memórias...
Belos tempos...
You know what I meen!



De A Mona Lisa tinha Gases a 6 de Maio de 2008 às 22:12
I know too well, caro amigo Francisco, too well!
:D
Beijinhos


De M. a 6 de Maio de 2008 às 21:11
adoro nirvana... boas recordações!! e esta música é particularmente boa... grande malha que foste recordar!! :)
beijinhos


De A Mona Lisa tinha Gases a 6 de Maio de 2008 às 22:13
Se bem que tive imensa dificuldade em escolher uma delas para colocar aqui! Eles têm (tinham) imensas à altura desta!
Beijinho


De palpites_e_tal a 8 de Maio de 2008 às 22:33
Grande som! Adoro Nirvana!!


De A Mona Lisa tinha Gases a 9 de Maio de 2008 às 22:23
Nini.


De abelhinha a 13 de Maio de 2008 às 19:11
Excelente escolha sim senhora


Comentar post

Ninguém percebe o Leonardo. A Mona Lisa nao estava a sorrir, estava com gases. É o primeiro registo de arte escatológica.

E-mail
Facebook
No Twitter

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 185 seguidores

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Vira lá a outra face

. O acessório

. O meu busto é mais bonito...

. Aquarius

. Vamos fazer amigos entre ...

.últ. comentários

Mesmo... É incómodo lembrar.
Ainda custa a digerir o desaparecimento de um ídol...
as aveiros devem estar a ferver...
Oh pá, e eu já nem me lembrava disto. E foi tão b...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.Quantos já cá vieram soltar gases

.Quem anda aí...

online
Add to Technorati Favorites
SAPO Blogs

.subscrever feeds