Terça-feira, 29 de Abril de 2008

Põe um travão nisso!

É por coisas como a que vi hoje que nós, as mulheres, estamos sempre a ouvir bocas desagradáveis no trânsito. É por coisas como a que vi hoje que a frase "Ah, é mulher", dita com profundo desdém, é uma das mais proferidas nas estradas de Portugal. 

Circulava eu em Lisboa, já depois das onze, a caminho de casa, quando cedo a passagem a uma rapariga num Mercedes Classe A. A estrada era estreitinha, ou melhor tornava-se estreitinha, com filas de carros estacionados de ambos os lados, pelo que tive de esperar quando ela decide estacionar, de marcha atrás , num dos poucos lugares visíveis. A manobra começou de forma estranha. Pensei: "Vamos ficar aqui a noite toda...", porque ela virou o volante cedo demais e tal. Mas ficou ainda mais estranha quando ela faz a manobra a uma velocidade estonteante.

Quando isto acontece, normalmente só há dois tipos de condutor atrás do volante: o ás, que sabe o que está a fazer, que é um bocado convencido e tem a mania que é estiloso  mas raramente provoca estragos ou a humilhada, alguém que já ouviu muitas das tais bocas e tenta mostrar que não é nada assim, que até consegue fazer o mesmo que os ases, que nasceu ao volante do automóvel. 

Quando o condutor é do segundo tipo, as coisas não costumam correr muito bem.

Ainda eu estava a pensar qual das duas seria ela, quando ela se espeta a toda a velocidade no carro de trás! Juro que até me doeu a alma! A mulher esqueceu-se que tinha travões, só pode. Porque aquele embate ressoou na rua toda, fez balançar fortemente o carro de trás e trouxe pessoas à janela.

Agora, que ela se tivesse armado em campeã é ofensivo mas não é o pior que ela fez. A seguir, desiste do lugar, endireita o carro e segue. E eu e o meu gajo ficamos a olhar um para o outro, com cara de parvos, com tamanho desplante.

Então, recapitulemos: ela faz aquilo a um Classe A novo, deve ter partido todos os apoios do pára-choques do carro de trás, tem pelo menos umas seis testemunhas do ocorrido atrás dela (entretanto chegou mais 1 carro e uma ambulância) e vai-se embora?

É capaz de ser a cena mais latosa a que eu já assisti! Lá está, eu não posso defender as senhoras dos impropérios de que são alvo no trânsito depois de ver uma coisa destas!

E digo-vos mais, se o carro fosse meu, acho que a tinha perseguido rua abaixo até ela espetar com os cornos num qualquer poste que aparecesse!

Anda uma pessoa a trabalhar para comprar os carritos a crédito, carritos que nos enchem de orgulho, símbolos da nossa capacidade produtiva, para vir uma puta qualquer de Mercedes dar cabo do nosso bólide e ainda por cima fugir?

Já vi muita coisa que me irritou mas esta entrou numa categoria só dela!  

sinto-me: Irritada

publicado por A Mona Lisa tinha Gases às 00:51
link do post | comentar | favorito
43 comentários:
De thathys a 29 de Abril de 2008 às 10:45
É por isso e por outras que nem tiro a carta... melhor andar a pé... também nã tenho classe pa esses bólides... prefiro andar em boguinhas em 2 mão com qualidade e não naqueles que dão um bate e a parte da frente fica toda encolhida... mas cada vez mais entregam cartas de condução a quem não merece. E o problema disto tudo é que já entram dentro de delegacias da bófia à porrada com alguém se vão embora e ninguém, mas mesmo ninguém faz nada! Isto cada vez tá melhor! Viva Portugali!


De A Mona Lisa tinha Gases a 29 de Abril de 2008 às 20:06
Por enquanto também não quero grandes bombas! Não quero nem posso, a bem da verdade... E eu gosto do meu querido C2. Já vivemos grandes aventuras, nós os dois! :)


De pnf a 29 de Abril de 2008 às 11:40
Como diriam os meus conterrâneos nortenhos: caganda filha da p***!


De A Mona Lisa tinha Gases a 29 de Abril de 2008 às 20:07
Eu devo ter sido possuída por um nortenho, ontem. A única coisa que conseguia dizer era isso! :D


De minerva a 29 de Abril de 2008 às 11:53
Mal empregadinho tal carro nessas mãos...

Ó gentinha...


De A Mona Lisa tinha Gases a 29 de Abril de 2008 às 20:07
Opá, não sei se me custou mais que ela se fosse embora ou o que fez ao carrinho novo! Até me doeu a mim...


De catia a 29 de Abril de 2008 às 11:54
Aqui a menina Cátia também é um prodígio na arte de esmurrar carros!
Das poucas vezes que conduzo já consegui bater duas vezes. Uma delas foi com o meu namorado a assistir e com o carro dele, um raspãozinho do lado dele ao entrar na garagem da casa dele. Não tenho culpa que a garagem fosse apertada. A outra era eu a conduzir o carro do pai dele, à noite, já era para aí umas duas da manhã. Vinha sozinha, não havia praticamente ninguém na rua e achei que também podia fazer aquilo que qualquer um faz, estacionar em paralelo entre dois carros. Correu mal, meti-o de esguelha, quis endireitar e não consegui. Fui esmurrar o do meu lado direito e depois como tava torto nem o carro queria sair. Pus acelerador a fundo e aí vou. Saí na altura certa porque já vinha um carro ao fundo da rua. Com o barulho que fiz, quem morasse nos prédios ali ao pé deve ter acordado e visto, mas também pus-me a andar de mansinho e fui estacionar noutro sítio. Resultado final: uns risquinhos de lado que depois neguei saber o que fosse aquilo... hi hi hi!
Por isso, compreendo perfeitamente a senhora do Mercedes, quem não sabe, depois foge com o rabo à seringa praticamente!


De A Mona Lisa tinha Gases a 29 de Abril de 2008 às 20:11
Hehehe!
Eu, por acaso, ainda não me estreei na nobre arte de amachucar os carros cá de casa. Esse é mais o departamento do meu namorado. Em 4 anos já teve uns 4 ou 5 acidentes e só numa das ocasiões não foi culpa dele. Distrai-se e pronto.
Nessas alturas eu já nem digo nada. Respiro fundo, praguejo para dentro e tomo um calmante! LOL


De lunatik a 29 de Abril de 2008 às 11:56
Olá,

infelizmente como essa senhora há muitas, e muitos, o problema é como dizes andamos nós a pagar um carrito todos contentes e devez em quando lá aparece uma surpresa dessas. Acima de tudo é falta de civismo.
Cumps.


De A Mona Lisa tinha Gases a 29 de Abril de 2008 às 20:13
Completamente. Estas são as mesmas senhoras que se atiram para a nossa frente, que não agradecem quando lhes cedemos a passagem. É triste...


De Filipa a 29 de Abril de 2008 às 12:02
Uii , isso é o que mais vejo aqui na rua, o meu carro é um dos alvos daqui, todos os dias me aparece mais um raspanço no pára-choques ... ora o meu carro é branco fica tudo marcadinho , o ultimo foi algum inteligente com carro azul q deixou lá a tinta toda pregada! Enfim...
Bjs


De A Mona Lisa tinha Gases a 29 de Abril de 2008 às 20:18
Não se faz, pá!
Esta é uma das poucas vantagens de viver nos arredores. Aqui na rua há 500 mil carros mas nunca andam a brincar aos carrinhos de choque. Acho que o único risco visível que tenho no carro foi feito à porta da faculdade...
Beijinho


De me a 29 de Abril de 2008 às 12:59
Duas palavrinhas: Granda LATA!!!!!
Eu era incapaz de tamanha façanha!!! Aliás já bati num carro parado e deixei lá um cartãozinho com os meus dados e a senhora quando o recebeu fartou-se de me agradecer :) já percebi porquê!
Bjokas


De A Mona Lisa tinha Gases a 29 de Abril de 2008 às 20:20
Nem mais!
Aqui há um ano, o meu namorado bateu num carro que estava em segunda fila. Andámos meia-hora à procura do homem. Também ficou todo sensibilizado. Não custa nada. Tem é que ser feito por toda a gente. Digo-te, no meio de tanta gente a fugir, nós é que passamos por parvas...


De aminhavidanaodavaumfilme a 29 de Abril de 2008 às 15:02
A prendinha do papá ou do marido tem dói-dói. Isto é uma possível leitura da (de)mente da mulher.
Estou parva


De A Mona Lisa tinha Gases a 29 de Abril de 2008 às 20:22
Deve ter sido uma coisa desse género... Não lhes custa, com certeza.


De paranoiasnfm a 29 de Abril de 2008 às 16:23
É obra...

Furar-lhe os pneus era pouco.

Quanto à pancada em si.. ela deve ter olhado para trás e enganou-se nos pedais.. ao olhar para trás deve ter julgado que o seu pé direito era o que estava no travão. :LOL:

Enfim...
Cada vez mais, tenho "medo" de conduzir com os perigos que há na estrada. [:S]


De A Mona Lisa tinha Gases a 29 de Abril de 2008 às 20:23
O que lhe passou pela cabeça, não sei! Fiquei foi parva com a descontração dela a ir-se embora!
Eu tenho cada vez mais medo é de deixar o meu carrinho estacionado. Se me fazem uma destas, não respondo por mim!


De paranoiasnfm a 30 de Abril de 2008 às 10:42
Ontem aconteceu-me uma situação parecida.

Vinha uma mulher num carro pequeno atrás de mim... mas sempre "colada" e com umas aceleradelas, que fiquei naquela "Se travo mais um bocado espetas-te em mim e lixas-te!"... depois, mais à frente.. vejo a mulher a dar uma guinada, travar o carro, meter marcha atrás e estacionar o carro à laia de "rallie".
Lembrei-me logo da tua situação.


De Lil a 29 de Abril de 2008 às 16:23
é mulher, de mercedes...e aposto que era loura...


De A Mona Lisa tinha Gases a 29 de Abril de 2008 às 20:24
LOL
Por acaso era morena. Mas era gaja de mercedes. Só aí, está tudo dito!


Comentar post

Ninguém percebe o Leonardo. A Mona Lisa nao estava a sorrir, estava com gases. É o primeiro registo de arte escatológica.

E-mail
Facebook
No Twitter

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 185 seguidores

.pesquisar

 

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. O acessório

. O meu busto é mais bonito...

. Aquarius

. Vamos fazer amigos entre ...

. Dia 25: Saiu de casa e ai...

.últ. comentários

Mesmo... É incómodo lembrar.
Ainda custa a digerir o desaparecimento de um ídol...
as aveiros devem estar a ferver...
Oh pá, e eu já nem me lembrava disto. E foi tão b...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.Quantos já cá vieram soltar gases

.Quem anda aí...

online
Add to Technorati Favorites
SAPO Blogs

.subscrever feeds