Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2008

Questões profundas...

O cinema português é uma coisa que sempre me fez uma confusão do caraças! Parece que não consegue sobreviver para lá dos clichés!

Senão, vejamos: antes era tudo muito à base de tragédia. As interpretações não eram muito famosas, parecia que os actores não conseguiam descolar o palco do teatro da tela do cinema. Ou seja, tínhamos filmes muito artificiais, em que muito pouco era credível e consequentemente o público recompensou essa "qualidade": salas vazias. Tornou-se um hobbie de elites. Só podia fazer filmes quem se pudesse dar ao luxo de perder todo o dinheiro investido. Sim, porque retorno comercial era coisa que não havia.

Agora a situação inverteu-se. O cinema português já dá algum dinheiro. Já se quebram recordes de bilheteira, está de novo na moda. Mas a que preço? Mais clichés para cima do espectador, só que desta vez, clichés que primam pela sua extrema falta de gosto.

Parece que a cabeça dos produtores funciona da seguinte maneira: "Temos uma gaja boa para se despir em frente às câmaras? Boa! Então vamos construir o filme à volta disso!"

Senão veja-se: a Soraia Chaves a interpretar uma prostituta de luxo que se apaixona por um cliente, ou lá o que é, é um plot que vos pareça muito interessante? Uh ! A minha capacidade intelectual nem consegue arcar com todas as possibilidades que tal história pode gerar! Faz-me analisar questões demasiado profundas, políticas e filosóficas! Mas a Soraia despe-se toda no filme? Ah pronto, então está bem, já deve valer a pena gastar 6 euros no bilhete!

O último filme português de que se fala é "Contrato", filme de Nicolau Breyner , com Cláudia Vieira (a rapariga da lingerie dos autocarros) e o Pedro Lima. E qual é a história deste filme? Vieira é uma assassina contratada para matar um moço (Lima) que está internado num hospital, depois de ter levado uma valente coça. Para se aproximar do alvo, faz-se enfermeira desse hospital. Mas espera, será que ela já era enfermeira? Era enfermeira e assassina nas horas vagas? Ou tirou o curso em dois meses e conseguiu logo emprego naquele hospital?  Dizem-me que isto anda mal para os enfermeiros mas a Cláudia lá deve ter atributos que desconhecemos.

Mas claro que a Cláudia ( a Júlia)  tinha de se apaixonar pelo Pedro (o Peter McShade (original, sem dúvida)) dificultando assim enormemente a sua missão. E depois o que é que acontece?

A Júlia e o Peter enrolam-se, claro! E despem-se e tal. Ou seja, mais uma vez temos uma boa actriz ou uma actriz boa, como queiram, a despir-se num filme português como forma de chamar o público às salas e temos um enredo por trás que sinceramente, me faz lembrar aqueles filmes americanos que às vezes se apanham na TVI de madrugada e que revoltam o estômago de qualquer pessoa minimamente sensível. Normalmente, não têm muito boa imagem e os actores "suck " até mais não.

E é isto o cinema comercial português. O mais triste no meio disto tudo é que o público engole! Gajas boas semi-nuas ? 'Bora lá invadir os cinemas e levar as namoradas só para disfarçar!

Eu não queria ter traçado um cenário assim tão negro, mas realmente não vejo ponta por onde se lhe pegue. Deprime-me à brava!

Olhem, como exemplo, vou pôr aqui uma foto da Soraia semi-nua e uma tag "gajas nuas" e vocês vão ver o corropio neste blog!                                                                                                                                 

 

Cá vos espero, amantes de cinema português!
sinto-me: Intelectual de esquerda! LOL

publicado por A Mona Lisa tinha Gases às 21:55
link do post | comentar | favorito
15 comentários:
De Liliana a 18 de Janeiro de 2008 às 23:43
há uns dias vi uma reportagem onde comparavam o nr de espectadores do call girl com os do novo filme do manuel de oliveira. qualquer coisa como 140 mil para 40, os valores podem não ser estes mas eram pelo menos muito semelhantes.
para completar entrevistaram uma moça que saia sorridente do cinema depois de ver o call girl, "então o que gostou mais no filme?", ao que ela entusiasmada responde "as cenas de sexo!"
acho que isto diz tudo... Portugal no seu melhor.


De A Mona Lisa tinha Gases a 18 de Janeiro de 2008 às 23:57
Fogo, às vezes passo-me um bocado com o nosso povo! Parece que gostam de ser enganados, que aquilo que for mais brejeiro é o que engolimos! Entristece-me um bocado!


De Catarina Machado a 18 de Janeiro de 2008 às 23:50
7ª Arte Nacional - Cinema (Erótico) Português
Excelente Post.
Fantástica Crítica!


De A Mona Lisa tinha Gases a 18 de Janeiro de 2008 às 23:55
É isso mesmo, devemos ter descoberto a nossa vocação!
Obrigada, Catarina!
Beijinho


De ruben a 19 de Janeiro de 2008 às 00:52
o crime do padre amaro também quebrou recordes de caixa e eu nem na televisão o vi, com estes vai ser a mesmissima coisa. o soraiazita como actriz não sei classificar, agora atrás até que nem está mázita. mas para isso não vou ao cinema, vejo em casa o gostas pouco gosta da sic radical, descançadito no sofá e sem roças do gajo da cadeira do lado e cabeçudos na fila da frente. depois as cadeiras e o aspecto da sala não são os mais apelativos a nivel de higiene, para não mensionar o maralhal que lá vai. com a televisão e a internet, o cinema tem os dias contados como arte e entertenimento. a meu ver, as discotecas também e todo o tipo de vida que se fazia há quinze e vinte anos atrás, as pessoas relacionam-se de forma diferente nos dias de hoje. os habitos mudaram, vieram habitos novos com a revolução tecnológica (é possivel ter messenger e ver tv no tlm). depois muito sinceramente, prefiro teatro, concertos ao vivo e outros eventos cujo conteudo é real e não ficcionado, mas isso sou eu, e o que eu digo não se escreve, e o que eu escrevo não se lê. enfim, inspirado no teu comentário do post anterior e no nome do blog, plagiando o ultimo spot publicitário da decco digo, em relação ao cinema português e ao de hollywood também, que "bufa a bufa se vai contribuindo para o aquecimento global" e daqui saio de cena, ou melhor "corta". :D beijinho p'ra ti docinho.


De A Mona Lisa tinha Gases a 19 de Janeiro de 2008 às 01:53
Esse é outro que não vi nem faço questão de ver...
E fazes muito bem por preferir esse tipo de entretenimento. Eu adoro cinema mas muito sinceramente já tenho pouca paciência para ir ao cinema. De vez em quando levamos com cada anormal, que não respeita os outros e o visionamento do filme transforma-se num verdadeiro inferno. Espero vir a ter dinheiro para montar a minha própria pequena sala de cinema, em casa, onde não tenha de levar com os inergúmenos que infelizmente ainda não foram banidos da vida em sociedade. E já agora, prometo, na minha salinha de cinema não hão-de entrar filmes portugueses, pelo menos destes...
Beijinhos, Ruben


De Vasco a 19 de Janeiro de 2008 às 02:58
Vê o emocionante derby Alcochete vs Ota em:

http://vascocasimiro.blogspot.com/2008/01/alcochete-4-3-ota.html

e comenta.

Cumprimentos


De A Mona Lisa tinha Gases a 19 de Janeiro de 2008 às 22:32
Ok, Vasco. Hei-de lá passar.
Cumprimentos


De Vasco a 21 de Janeiro de 2008 às 02:46
Obrigado pela visita, gostei muito do teu coment :)

o teu blog é espectacular, continua com estes post excelentes, é de rir e chorar por mais :P


De thathys a 19 de Janeiro de 2008 às 10:30
Tens toda a razãp por causa disso que eu não vou ao cinema ver filmes portugueses!

Bom fim de semana


De A Mona Lisa tinha Gases a 19 de Janeiro de 2008 às 22:33
Pois, temos pena, não é?

Bpm fim de semana, beijinhos


De charroco a 19 de Janeiro de 2008 às 17:34
Ando nesta teia a navegar
Sem rumo na minha embarcação
Deixo o convite para visitar
Uma página com boa disposição

Blog-saudações


De A Mona Lisa tinha Gases a 19 de Janeiro de 2008 às 22:34
Olá Charroco.
Eu conheço a tua página, já visitei algumas vezes. Da próxima vez que passar, comento.

Beijo


De palpites_e_tal a 20 de Janeiro de 2008 às 16:07
Agora disses-te tudo! A mim não me apanham no cinema a ver um filme português!
A Soraia Chaves foi à pouco tempo não sei pa onde (nova iorque ou sei la..) para uma daquelas escolas de arte..não sei bem fazer o que..a deixa dela é sempre a mesma: gemer e tirar a roupa! O que é mais ridículo são aqueles tontos da tv que dizem que ela tem talento e que tem vindo a melhorar muito e que não é só corpo..então é o que? O maior desafio dela sem ser tirar a roupa foi aquela série da sic "aqui não há quem viva" e é o que se vê...


De A Mona Lisa tinha Gases a 20 de Janeiro de 2008 às 20:58
O mais triste no meio disto tudo é que se uma actriz quiser ter trabalho hoje em dia e se tiver um palminho de cara tem quase obrigatoriamente que se despir! Eu é que não gostava de ser actriz nos dias que correm! Ai isso é que não!


Comentar post

Ninguém percebe o Leonardo. A Mona Lisa nao estava a sorrir, estava com gases. É o primeiro registo de arte escatológica.

E-mail
Facebook
No Twitter

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 185 seguidores

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Vira lá a outra face

. O acessório

. O meu busto é mais bonito...

. Aquarius

. Vamos fazer amigos entre ...

.últ. comentários

Mesmo... É incómodo lembrar.
Ainda custa a digerir o desaparecimento de um ídol...
as aveiros devem estar a ferver...
Oh pá, e eu já nem me lembrava disto. E foi tão b...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.Quantos já cá vieram soltar gases

.Quem anda aí...

online
Add to Technorati Favorites
SAPO Blogs

.subscrever feeds