Quarta-feira, 13 de Maio de 2009

A Bela Vista e a política

Se estivessem no governo, os seguintes partidos fariam o seguinte:

 

CDS- Punha o exército no bairro, que por sua vez partia as rótulas a toda a gente que passasse na rua, por indicação governamental. Depois enfiava todos os feridos num contentor, num cargueiro que só parava na Malásia. Paulo Portas arranjava um sidekick e partia para o local, para distribuir tabefes e justiça.

 

BE- Decretava que todas as pessoas que fossem apanhadas em desacatos fossem condecoradas e lhes fosse atribuído um T5 no Parque das Nações. Criava um novo emprego público: os aplicadores de festinhas, porque afinal estes rapazes são assim porque não têm amor e carinho. Francisco Louçã acumulava o cargo de chefe de grupo dos festinheiros.

 

Os Verdes- Tentavam convencer o pessoal a utilizar outro combustível para os cocktail molotov (CM). Criavam o primeiro molotov a energia eólica. Francisco Lopes decidia barbear-se. Ah, e acorrentava-se à maior árvore da Bela Vista para a proteger de eventuais ataques.

 

PSD- Antes que conseguissem fazer alguma coisa, já o Secretário Geral do partido teria sido derrubado por uma qualquer guerra interna. Manuela Ferreira Leite e Luís Filipe Menezes combinavam seguir para a Bela Vista o quanto antes, para ver quem levava primeiro com um CM, e acabar com a inimizade de uma vez por todas. Luís Filipe Menezes apunhalava Manuela Ferreira Leite nas costas, muito antes de começarem a voar instrumentos incendiários.

 

PCP- Montava uma banca na rua principal da Bela Vista para vender o Jornal Avante a 1,20 euros cada um.

Tratava de arranjar empregos em quadros superiores de empresas públicas para todos os envolvidos em desacatos. Eventualmente, Jerónimo de Sousa cedia o seu próprio emprego ao chefe da guerrilha da Bela Vista, entretanto formada, e o nosso primeiro-ministro passava a chamar-se Mané.


publicado por A Mona Lisa tinha Gases às 09:12
link do post | comentar | favorito
9 comentários:
De guiga a 13 de Maio de 2009 às 15:14
Fizeste-me rir! LOL
Beijos *.*


De A Mona Lisa tinha Gases a 18 de Maio de 2009 às 21:26
:D
Ora, ainda bem!


De Zé da Burra o Alentejano a 13 de Maio de 2009 às 15:58
Como isto é um assunto sério, deixemo-nos de piadas inconsequentes e vamos analisar o problema: Fácilmente chegaremos à conclusão de que OS BANDOS DOMINAM NOS BAIRROS SOCIAIS

Os partidos de esquerda desculpam sistematicamente a criminalidade com o a pobreza e o desemprego. Parece terem receio de uma atitude mais enérgica na luta contra o crime. Será que ficaram traumatizados desde os tempos do fascismo? Esta postura está a desorientar o seu próprio eleitorado natural: os mais pobres que são também os mais desprotegidos face à criminalidade. Assim, os partidos de esquerda têm muita responsabilidade relativamente ao crescimento da extrema direita que tem um discurso bem mais sensato sobre o combate crime. Barack Obama – que se poderá considerar de esquerda – prometeu ser implacável no combate ao crime e defender ao mesmo tempo os mais desfavorecidos. Não me parece que isso seja incompatível.

Todos os dias vemos fechar Empresas jogando muita gente no desemprego e na pobreza. Frequentemente, ficam muitos meses de salários por pagar, levando essas pessoas a uma situação de desespero. Se fosse esse o motivo dos desacatos que se têm visto nos bairros sociais, então eles aconteceriam preferencialmente nas manifestações junto aos antigos locais de trabalho, onde se aglomeram muitas pessoas na mesma situação.
Não! o que se viu no Bairro da Bela Vista foi a homenagem a um criminoso abatido em flagrante pela polícia, numa atitude de desafio à própria polícia como que para testar a sua capacidade de reacção e para uma demonstração de força no bairro.

Há 50 anos a pobreza em Portugal não era menor que a de hoje e a criminalidade violenta era praticamente inexistente. Se mais pobreza implicasse mais criminalidade, então não teria sido assim. As estatísticas nem reflectem a nossa realidade porque muitas vítimas já nem se queixam porque sabem que os criminosos são rapidamente postos em liberdade, mesmo quando são capturados e depois ficam sujeitos a represálias. Mela mesma razão, vítimas e testemunhas escondem a face quando são entrevistadas pela televisão.

Já há algum tempo um Mayor de Nova Iorque decidiu que não se deveria menosprezar a pequena criminalidade nem os pequenos delitos, porque a sensação de impunidade se instala nos jovens delinquentes, estes vão facilmente progredindo para infracções cada vez mais graves até que a situação se torna incontrolável. Implementou então a célebre "Tolerância Zero" que, como se sabe, deu óptimos resultados, reduzindo num só ano a criminalidade em Nova Iorque em cerca de metade.

A actual política portuguesa de manter na rua os criminosos, mesmo depois de várias reincidências, faz (como dizia o Mayor ) crescer a sensação de impunidade: o criminoso continua com as suas actividades criminais, vai subindo o nível dos seus delitos e serve de exemplo para que outros delinquentes mais jovens sigam o mesmo caminho.

Mas existem muitas pessoas trabalhadoras e humildes nos bairros sociais que não levantam problemas e que só desejam que os deixem viver em paz, o que não acontece, porque estão reféns dos bandos de criminosos que dominam nesses bairros. Não se pode contar com essas pessoas para testemunharem qualquer acto criminoso a que assistam porque têm medo, medo de represálias porque não se sentem convenientemente protegidas pela polícia que também não pode estar sempre presente. Lembra as favelas brasileiras...só que no Brasil polícia e militares juntam esforços para combater o domínio dos bandos nas favelas e tem havido baixas parte a parte mas a polícia começa a chegar onde antes não se aventurava. Por cá, enquanto o crime cresce e toma posições de domínio, a polícia, apesar de vontade, nada pode fazer porque lhe falta a autoridade. Entretanto, Governo, Partidos, Bispos e outras organizações não compreendem o que se está a passar e fazem conjecturas absurdas sobre o motivo dos desacatos que é por demais evidente. Será que temos que cair no fundo?

Ah! esquecia-me de uma coisa: espero que os indivíduos filmados a fazer "cavalinho" com as motos sejam punidos pelo menos por CONDUÇÃO PERIGOSA. É incorrecto multar o pacato cidadão apenas porque ultrapassou 50 Km/hora e deixar impunes estes exemplos exibicionistas...

Zé da Burra o Alentejano


De A Mona Lisa tinha Gases a 18 de Maio de 2009 às 21:26
Mas eu quero fazer piadas inconsequentes!


De silentvoices a 13 de Maio de 2009 às 17:42
Parace que já estou a ver o Paulo Portas a entrar por lá dentro, em cima de um submarino!!
Hã?! Não dá para ir de submarino para lá?? Atão... bora lá abrir um riacho até Setubal para ele passar!! lol

Beijinho Andreia


De A Mona Lisa tinha Gases a 18 de Maio de 2009 às 21:27
Ele lá se arranjava! Ele e os seus super-poderes de direita! lol
Beijinho, Fran


De Lourencinha a 14 de Maio de 2009 às 16:31
LOL...

Análise da conjuntura política e social muito pertinente (que é como quem diz.... fartei-me de rir!)

Agora sou bué fina!

Beijinhos


De A Mona Lisa tinha Gases a 18 de Maio de 2009 às 21:28
Ai que bem! lol
Beijinho


Comentar post

Ninguém percebe o Leonardo. A Mona Lisa nao estava a sorrir, estava com gases. É o primeiro registo de arte escatológica.

E-mail
Facebook
No Twitter

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 185 seguidores

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Vira lá a outra face

. O acessório

. O meu busto é mais bonito...

. Aquarius

. Vamos fazer amigos entre ...

.últ. comentários

Mesmo... É incómodo lembrar.
Ainda custa a digerir o desaparecimento de um ídol...
as aveiros devem estar a ferver...
Oh pá, e eu já nem me lembrava disto. E foi tão b...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.Quantos já cá vieram soltar gases

.Quem anda aí...

online
Add to Technorati Favorites
SAPO Blogs

.subscrever feeds