Quinta-feira, 30 de Abril de 2009

Uma aventura na faculdade

Hoje não tive orientação da tese porque pairava sobre a minha fac uma ameaça de ataque armado. Sim, sim, à la Columbine ou Virginia Tech.

Temos um colega um bocado pílulas, que anunciou na sua página pessoal, que iria atacar hoje.

Parece que o rapaz em questão já tinha andado a atirar tiros para o ar perto do PN (quem já andou na faculdade de letras sabe o que é, para os outros, é um pré-fabricado para dar aulas, que se chama ironicamente Pavilhão Novo).

Então ligam-me a dizer para não ir porque, ainda que o director da fac não quisesse evacuar, havia muita gente a ir embora. Claro que, eu já estava a caminho, e depois disto não virei para trás. Em minha defesa, eu precisava mesmo de tirar fotocópias.

Quando chego, ia a chegar também o Ricardo Araújo Pereira... de fato.

Ricardo, a não ser que fosses para algum lado a seguir, digo-te eu, que sei: não é preciso andares de fato só porque é um mestrado. O ano passado andei o dia todo com umas calças com um enorme rasgo no rabo e só reparei a meio da tarde. Portanto, não é mesmo preciso, ainda por cima está um calor do caraças! E é square. Desculpa lá, mas alguém tem que o dizer!

Anyway, quando vi que o RAP se aproximava airoso e seguro da porta de entrada pensei: "Oh, se o gato fedorento não tem medo, eu também não tenho"!

Lá tirei as cópias, ainda encontrei uns quantos amigos e conhecidos pelos quais tive oportunidade de espalhar o pânico e foi isso. Nada de desequilibrado armado, nada de pânico, nada de cataclismo.

Mas e se tivesse acontecido? A escola não foi evacuada. Nem que houvesse a mais remota hipótese de se concretizar uma coisa daquelas, era de fazer alguma coisa. Mas não, ia agora o director manchar o seu dia com uma coisa de somenos importância como esta!

No entanto, se um qualquer retardado do primeiro ano, a quem não apetecesse fazer teste de Introdução à Literatura, ligasse para lá a dizer que havia uma bomba no edifício, era tudo recambiado para o meio da rua.

Coisas estranhas! Mas não o ouviram de mim!

Bom fds grande, pessoal!


publicado por A Mona Lisa tinha Gases às 17:43
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Hugo A a 2 de Maio de 2009 às 16:14
Epa, eu cá fui sempre levado a sério....
Dava-me, ainda, ao luxo de fazer vozes cómicas e a escola era sempre evacuada....lolol
Mas também era preciso saber fazer a coisa...ligava para a polícia, porque percebi que o conselho executivo só evacuava dejectos e nunca evacuava a escola...enfim....tive uma adolescência feliz.....


De A Mona Lisa tinha Gases a 7 de Maio de 2009 às 21:51
LOL
Estou a ver que sim!


Comentar post

Ninguém percebe o Leonardo. A Mona Lisa nao estava a sorrir, estava com gases. É o primeiro registo de arte escatológica.

E-mail
Facebook
No Twitter

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 185 seguidores

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
25
26
27
28

29
30
31


.posts recentes

. Vira lá a outra face

. O acessório

. O meu busto é mais bonito...

. Aquarius

. Vamos fazer amigos entre ...

.últ. comentários

Mesmo... É incómodo lembrar.
Ainda custa a digerir o desaparecimento de um ídol...
as aveiros devem estar a ferver...
Oh pá, e eu já nem me lembrava disto. E foi tão b...

.arquivos

.tags

. todas as tags

.links

.Quantos já cá vieram soltar gases

.Quem anda aí...

online
Add to Technorati Favorites
SAPO Blogs

.subscrever feeds